Gerente Brasileira, Kelly Torres

Como você se tornou uma Greenlight for Girls e por quê?

Eu comecei a fazer parte do Greenlight for Girls em Setembro de 2010, quando decidi participar do primeiro evento G4G na Bélgica. Naquela época, eu ainda estava em licença maternidade do meu primeiro bebê (uma menininha). Eu me lembro que eu estava muito motivada para mostrar às outras meninas como Física é excitante!

Eu diria que minha filha me incentivou a fazer parte desta iniciativa formidável. Ela participou comigo do evento e teve sua primeira aula de Astrofísica com apenas 4 meses de idade.

 

Qual é a primeira coisa que você observa em se tratando de pessoas/sociedade?

O racismo contra diferentes classes sociais e gênero. Para mim, não é correto que condicões sociais, cor de pele e gênero determinam nosso potencial mental para aprender e ser criativo! Na  minha opinião, o racismo contra essas pessoas podem emocionalmente “matá-las” de uma maneira terrível: diminuindo sua auto-estima e auto-confiança.

 

Qual é sua Ciência favorita?

Bem, eu gosto de tudo... Física, Química, Biologia, Matemática.... Eu me lembro quando eu tinha 14 anos de idade, foi difícil para mim escolher qual carreira seguir. Eu dizia que “eu gostaria de ser cientista, mas não sabia como chegar até lá e em qual área?” Eu nunca tive um modelo, na minha família, de alguém que nem mesmo estudou numa universidade. Seguindo minha intuição, decidi fazer um curso de Graduação em Ciências para ser professora no ensino fundamenal e médio. Depois disso, as coisas começaram a mudar.... e eu nunca imaginaria chegar onde estou hoje: professora universitária e cientista....astrofísica!

 

Qual é o seu livro ou programa de TV favorito, relacionado com Ciências?

Tudo relacionado com Ciências, Matemática, Tecnologia e comportamento.

 

Descreva o Greenlight for Girls in uma palavra.

Difícil para mim descrever o Greenlight for Girls em uma única palavra, mas eu poderia dizer: esperança.

a)      Para várias meninas, incentivando-as a seguirem seus sonhos, relacionados com suas carreiras;

b)      Em favor de uma diversidade e qualidade da Ciência e Tecnologia, uma vez que em torno de 50% das pessoas (mulheres) podem contribuir para sua evolução!

 

Algum conselho para as meninas lá fora?

Siga seus sonhos e desejos, com relação a sua carreira. Tudo é possível, se foi para mim, porque não para você? Faça as coisas com amor... é o mais importante e você terá tudo que precisa para alcançar seus objetivos! Dificuldades fazem parte da vida, todos nós passamos por isso e você sempre terá alguém para ajudá-la: família, amigos... e ... algo mais: nós também estamos aqui para te dar apoio em seus sonhos científicos! ;-)